Nota

Livro tem fim inusitado para o clássico A Princesa e a Ervilha

Lembra da história da Princesa e a Ervilha? Resumindo: o conto clássico de Hans Christian Andersen fala de uma princesa que dormiu muito mal porque havia sentido a noite inteira o calombo desconfortável de uma ervilha, colocada propositalmente debaixo de todas as dezenas de colchões macios de sua cama. Ou seja, a princesa é sensível demais para perceber uma ervilhazinha de diferença enquanto dorme numa cama… De princesa.

O livro A Ervilha que não era Torta… Mas Deixou uma Princesa Assim é uma adaptação desse conto. Nele, a princesa também acorda toda quebrada depois de dormir sobre a ervilha, e acaba convencendo a rainha de que é muito fina e sensível. A rainha percebe que a princesa é a melhor candidata à esposa de seu filho – um príncipe feioso, mal-educado e muito metido.

princesa-ervilha-nao-era-torta-interna

Se você lembra-se da história, sabe que o príncipe original é lindo, sensível e educado como a princesa. Totalmente o oposto do conto escrito pela brasileira Maria Amália Camargo. É um destes maravilhosos livros que desmitificam os contos de princesas e revelam que, nem sempre, o final das histórias devem estar encaixados nessa perfeição  Hans Christian Andersen. Só que isso não significa que finais não perfeitos devam ser tristes.

capa_ervilha-que-nao-era-tortaA Ervilha que não era Torta… Mas deixou uma princesa assim – indicado para crianças com idade igual ou superior a 5 anos
Autor: Maria Amália Camargo
Ilustrador: Ionit Zilberman
Editora: Caramelo
Páginas: 32
Compre esse livro na Livraria Cultura

Imagem

Precisa de um livro-passaporte? “Otto”, de Rosaly Senra, é assim

Vivem dizendo por aí que os livros funcionam como cartões de embarque para viagens fantásticas.

Mas eu digo por aqui que os cartões de embarque não têm validade alguma se faltar imaginação de nossa parte, os leitores.

Otto, o menino do livro que tem o mesmo nome dele, tem cartão de embarque e passaporte carimbado para um monte de viagens literárias.

Otto viaja nas costas de um pássaro (que está dentro de um livro)

Otto viaja nas costas de um pássaro (que está dentro de um livro)


Com a sua coleção de carrinhos de brinquedo, o garoto imagina que está dentro de livros clássicos como Alice no País das Maravilhas, Reinações de Narizinho e O Pequeno Príncipe. É um livro para conhecer outros livros. Quase um passaporte com cartão de embarque para uma viagem que não tem passagem de volta. 🙂

capa-livro-otto

Otto – indicado para crianças com idade igual ou superior a 5 anos
Autora: Rosaly Senra
Ilustradora: Carla Irusta
Editora: Peirópolis
Páginas: 36
Compre o livro “Otto” na Livraria Cultura

Vídeo

Sul-africano “Grande Assim” é escrito em português e xhosa

Toda criança já se pegou pensando em ser bem grande para alcançar coisas que ficam no alto.

No livro Grande Assim, o menino Tshepo não pensa diferente. Mas também não pensa igual a todo mundo.

Ele queria ser grande como um jatobá

Ele queria ser grande como um jatobá

Depois de jogar um adubo fedorento nos pés, se regar com a mangueira e dar dois espirros, Tshepo virou uma árvore grande. E descobriu que existem coisas muito maiores que não podem ser vistas – como a saudade.

O livro é escrito em português e em xhosa, uma das onze línguas oficiais da África do Sul. Ela é bem diferente do que a gente ouve falar por aí: cheia de cliques, parece até uma música.

Clique aqui para ouvir o livro Grande Assim narrado na língua xhosa. Repare nos cliques!

E, aproveitando que a língua parece música, aperte o play abaixo e ouça uma canção que  é conhecida como a música dos cliques:

Capa-livro-Grande-Assim
Grande Assim – indicado para crianças com idade igual ou superior a 5 anos
Autor: Mhlobo Jadezweni
Ilustrador: Hannah Morris
Editora: Peirópolis
Páginas: 36
Compre este livro na Livraria Cultura