Vídeo

Livro “O Muro” comenta sobre a Guerra Fria para crianças

O dia em que o mundo parou para relembrar a queda do Muro de Berlim não precisa passar em branco para quem não viveu naquela época e presenciou a euforia mundial em derrubar uma das mais representativas fronteiras da história.

O livro O Muro – Crescendo atrás da Cortina de Ferro, do escritor e ilustrador Peter Sís, cumpre o papel de mostrar aos pequenos leitores como era a vida nos tempos em que a Alemanha – e o mundo – se dividiam entre leste e oeste, oriente e ocidente, capitalismo e comunismo.

Sís nasceu em Brno, na República Checa, em maio de 1949. Ainda criança, ele vivenciou as divisões, sem entender muito bem o que estava acontecendo, e passou por todas as proibições que uma criança de hoje nem imagina que poderiam existir: não sabia que ele poderia comprar coisas se estivesse do outro lado do muro. Nem que poderia ouvir música “ocidental”. Ou ler as notícias do lado de lá. Beber refrigerante. Aliás, para ele, seu lado do muro era o seu mundo.

Na adolescência, Sís passou a questionar sua vida. E a entender em que tipo de situação estava imerso. Descobriu que existiam coisas que o comunismo não compra, como a calça jeans, a Coca-Cola e os Beatles. Mas não podia falar sobre isso. Em 2007 ele pôde. Lançou um livro lindão, com belas ilustrações (que só chegou no Brasil em 2012, pela Companhia das Letrinhas).

Parece denso demais para uma criança? Sim, parece. Mas pode confiar: nossas crianças são mais densas do que a gente imagina. 😉

livro-o-muro-peter-sis

O Muro – Crescendo atrás da Cortina de Ferro
Indicado para crianças a partir de 9 anos
Autor e ilustrador: Peter Sís
Tradutor: Erico Assis
Editora: Companhia das Letrinhas
Compre esse livro na Livraria Cultura e ajude o blog a se manter!

“O Poeta e o Cavaleiro” é uma crítica social e politizada para crianças

Para seu filho, como seria a melhor cidade do mundo? Para Pedro Bandeira, autor de O Poeta e o Cavaleiro, a cidade de Findomundo é perfeita. Nela, quase todos os habitantes são eleitos para algum cargo.

Em Findomundo, a democracia funciona na sua forma mais completa: o duque pode ser eleito para se tornar porteiro (se ele quiser) e o porteiro pode ser escolhido para o cargo de duque (se ele também quiser).

E o narrador da história, um vendedor de bolhas de sabão metido a espertinho, sempre achou que tinha vocação para este negócio, e não precisou de voto de ninguém para escolher a profissão.

A cidade vivia em harmonia. Até a chegada de um temível dragão à cidade – e, junto com ele, a salvação: o Dom Pendragon de Cantalupo, um caçador de dragões.

o-poeta-e-o-cavaleiro-1

O herói chegou a Findomundo pronto para destruir o dragão e restabelecer a ordem na cidade, mas será que é claro que ele vai pedir algo em troca – algo que vai bagunçar a ordem social da maravilhosa cidade fictícia.

Escrito há mais de 25 anos, O Poeta e o Cavaleiro é um livro gostoso de se ler, e ainda mostra que até mesmo na ficção, as convenções sociais – por melhor que sejam para alguns – vivem se transformando.

o-poeta-e-o-cavaleiro-capa

O Poeta e o Cavaleiro
Autor: Pedro Bandeira
Editora: Moderna
Páginas: 96
Lançamento: 2006
Ilustrador: Marcos Guilherme

Compre o livro O Poeta e o Cavaleiro na Livraria Cultura | Compre o e-book